Preso funcionário da prefeitura do Rio que se passava por corregedor da polícia

Homem de 47 anos foi preso em sua casa, onde foram apreendidos dois revólveres, pistola, camisa com logotipo da Polícia Civil e munições

Solange Spigliatti, Central de Notícias

04 Novembro 2010 | 16h06

SÃO PAULO - Everton Miranda de Ramalho, de 47 anos, preso em flagrante nesta quarta-feira, 3, acusado de se passar por um corregedor da Polícia Civil na região da Taquara, na zona oeste do Rio, é funcionário da Secretaria Municipal de Transportes da cidade.

 

Segundo informações da Secretaria, Ramalho é servidor público há cerca de 20 anos e trabalhava na extinta Superintendência Municipal de Transportes Urbanos (SMTU), autarquia que fiscalizava o sistema de transportes do Rio, e foi transferido para a Sede da Secretaria, onde atuava como motorista e dava apoio na área de licenciamento.

 

Ramalho não comparecia ao trabalho desde abril deste ano, quando ocorreu a transferência, e responde por um processo administrativo por abandono de função desde junho, segundo a secretaria. O processo está em fase de conclusão e pode terminar com sua demissão.

 

Ele foi preso ontem, em sua casa, onde foram apreendidos dois revólveres, uma pistola, uma camisa com logotipo da corporação e munições. O caso foi registrado na 32ª Delegacia de Polícia de Taquara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.