Preso homem que vendia CDs piratas no centro

Policiais da 1ª. Delegacia de Investigações Gerais (DIG) do Departamento de Investigações Contra o Crime Organizado (Deic) descobriram hoje cedo um dos responsáveis pela distribuição de centenas de CDs musicais "piratas" na região da Rua 25 de Março, no centro, local onde existem muitos vendedores ambulantes que atuam concorrendo com os lojistas.Hélio Antônio Bello, de 47 anos, foi preso em flagrante por volta das 8 horas, em sua residência, na Rua Sapucaia, na Mooca, zona leste. Ele está sendo autuado por violação de direitos autorais pelo delegado titular da 1ª. DIG, Orivaldo Baptista Sobrinho. Bello não possui antecedentes criminais, mas continuará preso porque o crime é inafiançável. Segundo o escrivão Edson José da Silva, ele reproduzia em casa CDs de cantores e bandas e vendia o material para camelôs."Ele fazia cerca de duzentos CDs por dia para revender aos camelôs", contou o policial. O equipamento utilizado para a reprodução e cerca de 500 CDs gravados foram apreendidos. Bello disse à polícia que está desempregado e, por isso, resolveu revender os produtos.Somente no último mês de dezembro foram apreendidos pela 1ª. DIG, 120 mil CDs piratas. Só em 2002 este número já chega a, aproximadamente, 90 mil CDs. A polícia também tem realizado várias apreensões de roupas e fitas de vídeo falsas que são confeccionadas e reproduzidas sem a autorização dos detentores dos direitos autorais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.