Preso homem suspeito pela queda de helicóptero da PM no Rio em 2009

Traficante conhecido como Playboy estava em casa alugada no Alemão; dois policiais morreram na época

Tiago Rogero, estadão.com.br

13 de junho de 2011 | 13h15

RIO - Um dos traficantes apontados pela polícia como os responsáveis pela derrubada de um helicóptero da PM em 2009 no Morro dos Macacos, em Vila Isabel, zona norte do Rio, foi preso na noite de sábado. Luiz Carlos Santino da Rocha, de 34 anos, conhecido como "Playboy", foi encontrado escondido em uma casa alugada há cerca de seis meses no complexo de favelas do Alemão, também na zona norte, comunidade ocupada pelo Exército desde novembro de 2010.

 

Segundo a polícia, os agentes chegaram até ele após uma denúncia anônima. O suspeito estava com um documento falso com o nome do irmão. Havia quatro mandados de prisão expedidos contra Playboy, pelos crimes de tráfico de drogas, tentativa de homicídio qualificado e associação armada para o tráfico, além de roubo.

 

Em setembro do ano passado, o Ministério Público do Rio (MP-RJ) denunciou Playboy e outros três traficantes pela tentativa de invasão ao Morro dos Macacos, que resultou na derrubada do helicóptero. Dois policiais morreram com a queda. Playboy, de acordo com a polícia, seria do "segundo escalão" do grupo. Os líderes da invasão continuam foragidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.