Preso integrante de conexão libanesa de traficantes

Agentes do Departamento de Investigações Sobre Narcóticos (Denarc) prenderam o comerciante libanês Abdallah Sobhi Nahha, de 36 anos, integrante da Conexão Libanesa de traficantes de drogas, na noite desta quarta-feira. Nahha, que mantinha uma oficina especializada em ocultar cocaína em malas de viagem, foi detido em um luxuoso sítio de Mairiporã, na Grande São Paulo. No local, a polícia apreendeu 50 malas e 2,5 quilos da droga.De acordo com a assessoria de imprensa do Denarc, a investigação para prender Nahha estava em andamento desde janeiro, quando equipes do delegado Robert Leon Carrel, titular da 4ª Divisão de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise), prenderam os libaneses Abdul Moneym Kassem Ahmad e Fadi Hassam Nabha, com 42 quilos de cocaína, na Zona Norte de São Paulo. Fadi era procurado pelo Denarc havia dois anos e sua prisão forneceu material para que os policiais chegassem a Nahha.Casado com uma brasileira há três anos, o comerciante é seguidor do grupo extremista Hizbollah e esteve preso na Síria, de 1991 a 1997, por tráfico de drogas. No sítio localizado no bairro Terra Preta, em Mairiporã, Nahha mantinha uma foto do secretário-geral do Hizbollah, Hassán Nasrallah, sobre a prensa hidráulica de 15 toneladas, usada para acomodar a cocaína nas ferragens das malas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.