Preso libertado mata vizinho por ciúmes

Suspeitando de que a mulher o traía com o vizinho durante o período em que esteve preso por assalto, Sidney da Costa Lomar, de 20 anos, beneficiado com o regime semiaberto de prisão, assassinou, na noite de réveillon, Maurício da Silva Dutra, de 35 anos. Moradores de apartamentos localizados num mesmo bloco de um conjunto habitacional vitima e criminoso eram amigos antes de Sidney ser detido.Outros moradores do conjunto confirmam o envolvimento da mulher do preso, Maria do Socorro, com Maurício. Eles afirmam que chegaram a alertá-los, pois o temperamento ciumento e violento de Sidney era conhecido. O casal negava o relacionamento. Não se sabe ainda quem disse ao criminoso que a mulher o traía, mas, assim que chegou ao apartamento, Sidney foi à procura do vizinho, matou-o e fugiu.Maria do Socorro não estava em casa.

Agencia Estado,

01 de janeiro de 2002 | 10h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.