Preso menor acusado de matar executivo chileno no Guarujá

A polícia do Guarujá prendeu na noite desta quarta-feira um menor acusado de matar o executivo chileno Waldo Arturo Ugaldo de Erazo, do Banco Santander, em setembro de 2003. O suspeito foi reconhecido por um policial militar que passava pela orla. Erazo voltava da Praia da Enseada com as filhas quando foi abordado por três assaltantes. Na tentativa de fugir dos bandidos, o executivo foi perseguido e morto. Os outros dois menores que participaram da ação foram detidos na semana seguinte. As informações são do Bom Dia SP, da TV Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.