Preso morre durante rebelião em presídio de Porto Alegre

Um morto e três feridos foi o saldo da rebelião no Presídio Central de Porto Alegre, nesta quinta-feira à tarde. Os presos entraram em confronto com a Brigada Militar quando 12 internos seriam transferidos da terceira galeria do pavilhão. Rodrigo Castro de Souza foi levado ao Hospital de Pronto Socorro (HPS) mas não resistiu aos ferimentos.O diretor do presídio, major Jainer Pereira Alves, disse que a revolta dos detentos aconteceu devido à superlotação, já que a galeria, que tem capacidade para 133 internos, abriga 190 presidiários. No total, são 3.375 detentos, quando o ideal seria 1.565. No último dia 9 foi registrado um recorde, com 3.417 presos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.