Preso motorista de perua escolar acusado de abusar de garotos

Menino pedia esmolas no centro quando falou para uma mulher que seu irmão estava num hotel com homem

Jair Aceituno , especial para O Estado de S.Paulo

07 de junho de 2008 | 17h34

O motorista Lenoir José de Almeida, de 49 anos, que trabalhava com uma perua de transporte escolar, foi preso na tarde de sexta-feira, 6, acusado de atentado violento ao pudor praticado contra dois irmãos, de 8 e 12 anos, em Jaú, no interior de São Paulo.   Veja também: Diálogo evita aliciamento de crianças por pedófilos, diz médico   Na tarde de quinta-feira, o menor pedia esmolas no centro da cidade e contou a uma mulher que seu irmão se encontrava naquele momento em um hotel à frente do terminal rodoviário com um homem, para a prática do sexo. Disse, inclusive, que ele próprio já havia recebido dinheiro do mesmo homem para aplicar-lhe sexo oral.   A mulher chamou um policial e pediu ao menino para repetir a história. Nesse momento o outro chegava ao local, recusando-se a falar. Ambos foram levados à Delegacia da Mulher, onde acabaram contando toda a história à delegada Alessandra Amarecida Tiritan de Souza.   Ambos foram entregue ao Conselho Tutelar e pedida a prisão temporária do acusado, por 30 dias. Com a ordem judicial, ele foi levado à cadeia de Barra Bonita. Se confirmada a denúncia, está sujeito a pena de 6 a 10 anos. Lenoir é casado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.