Preso outro envolvido na morte de delegado de SP

A polícia prendeu em Mato Grosso o homem que já foi considerado um dos maiores receptadores de cargas roubadas de São Paulo e é acusado de envolvimento, pelo menos indireto, na morte de um delegado da 2ª Delegacia da Divisão de Investigações sobre Furtos e Roubos de Veículos e Cargas (Divercar).Orlando Florentino da Gama, de 44 anos, era procurado pela polícia havia dois anos e seria o responsável pela compra dos produtos que foram roubados de uma transportadora de Guarulhos, naGrande São Paulo, no dia 31 de janeiro de 2001.Na ocasião, foram roubados R$ 2,9 milhões em equipamentos eletroeletrônicos que seriam ´recebidos´ por Gama. O acusado foi trazido nesta segunda-feira para São Paulo, depois de preso na noite de sábado em Barrado Garça (MT), município para onde fugiu e abriu uma pousada desde o dia do roubo à transportadora.Uma das maiores dificuldades que a polícia enfrentou durante as investigações sobre Gama foi o fato de ele não possuir qualquer antecedente criminal que pudesse servir como pista para os policiais.No dia do roubo (31/01/01), a equipe do delegado Oscar de Mattos Neto realizava operações na região de Guarulhos para coibir justamente os roubos de carga quando foram avisados e tentaram parar os bandidos por meio de um bloqueio na RodoviaPresidente Dutra.Um dos ladrões, José Carlos Serqueira de Carvalho, de 28 anos, disparou um fuzil eacertou o delegado, que morreu depois. Outros três policiais ficaram feridos no episódio.Carvalho foi preso no último dia 30, mas dois envolvidos no crime fugiram.Reginaldo de Souza, conhecido por Nego Bá, e Marcos de Jesus Marinho, apelidado de MarcosCareca, acusados de contratar o bando para o roubo e intermediar a venda dos produtos foram presos, mas fugiram da cadeia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.