Preso por roubar a caixa de esmolas da igreja

Um homem foi preso hoje à tarde em São José dos Campos, no Vale do Paraíba, depois de furtar uma urna com o dinheiro doado pelos fiéis à paróquia São Judas Tadeu. A urna, que continha cerca de R$ 600 em esmolas, estava no altar da igreja e foi arrastada pelo desempregado José Alberto de Paula Garcia, de 36 anos. Depois de conseguir tirar a urna da igreja sem ser visto por ninguém, o acusado ainda pegou um táxi e levou a caixa até o pátio da Igreja Universal do Reino de Deus, no centro de São José dos Campos. Antes de descer do veículo, pagou apenas metade da passagem e prometeu que pagaria o resto depois de pegar o dinheiro do dízimo. No pátio da Igreja Universal tratou de abrir o cofre com a ajuda de uma chave de fenda e foi visto por algumas testemunhas que chamaram a polícia. Segundo a Polícia Militar, as testemunhas contaram que achavam que o desempregado tinha roubado dinheiro da igreja universal. O flagrante aconteceu no momento em que Garcia contava o dinheiro. Em depoimento à polícia civil, ele contou que só cometeu o crime porque estava desnorteado. "Eu não sei o que faço da vida, estou desempregado". Garcia vai responder por furto à instituição religiosa e vai ficar preso no CDP de São José dos Campos. Todo dinheiro foi devolvido aos cofres da paróquia São Judas Tadeu. O crime chamou a atenção da polícia. "Com tantaexperiência na polícia, eu nunca tinha visto um caso assim. Foi um caso inusitado e pode ser até que ele já tenha furtado outras igrejas", afirmou o delegado seccional interino, Fábio Cesnik. Segundo o delegado, a taxista acionada pelo desempregado também será ouvida.

Agencia Estado,

06 de julho de 2004 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.