Valter Campanato/Agência Brasil
Valter Campanato/Agência Brasil

Preso por suspeita de terrorismo, cearense é detido por esfaquear vizinho

Daniel Freitas Baltazar, de 20 anos, foi alvo da Operação Hashtag, em julho, e estava em liberdade condicional, com tornozeleira eletrônica

Carmen Pompeu, Especial para o Estado

11 Outubro 2016 | 10h31

FORTALEZA - O cearense Daniel Freitas Baltazar, de 20 anos, um dos presos pela Polícia Federal durante a Operação Hashtag, em julho deste ano, por suspeita de envolvimento com terrorismo, foi novamente detido. Desta vez, por tentativa de homicídio.

O jovem é suspeito de ter esfaqueado um vizinho, no bairro Araturi, em Caucaia, na região metropolitana de Fortaleza. O fato aconteceu no fim de semana.

Nesta segunda-feira, 10, a Polícia Federal pediu a prisão preventiva dele. A Justiça Federal atendeu, e Daniel deverá ser transferido, nesta terça-feira, 11, para o Presídio Federal de Segurança Máxima de Mato Grosso do Sul, onde vai cumprir Regime Disciplinar Diferenciado.

Apontado como suspeito de planejar atentado terrorista na Olimpíada Rio-2016, Daniel ficou preso por mais de um mês. Foi solto e estava em liberdade condicional, usando tornozeleira eletrônica. Para a PF, o homem descumpriu os termos impostos para que ele pudesse responder às acusações em liberdade. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.