Preso quarteto acusado de operar central telefônica clandestina

Policiais militares estouraram, às 21h30 desta quarta-feira, uma central telefônica clandestina que vinha sendo operada em um Conjunto Habitacional na Vila Humaitá, em São Vicente, litoral sul paulista. No imóvel, uma casa térrea, foram encontradas linhas telefônicas instaladas com uso de documentos falsos.A operação criminosa era coordenada por Alaide Souza Carvalho, de 51 anos, que estava foragida da Justiça. Outro detido é Aldevan Carvalho, de 30, recém-liberado da cadeia; além de Marcia da Silva Neto, 30, que não tinha passagem pela policia. O trio foi preso em flagrante assim que policiais militares invadiram a casa.Carvalho, o único armado, ainda tentou fugir em uma moto e conseguiu se livrar da arma. Mas, como os PMs encontraram munição de revólver calibre 45 em um dos bolsos de sua calça, o criminoso acabou sendo autuado também por porte ilegal de arma.Os criminosos foram denunciados por Caio Vinícius Porfírio, de 21 anos, que, minutos antes, portando um celular clonado, havia sido preso e acabou indicando a casa onde funcionava a central. O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de São Vicente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.