Preso quinto suspeito por atentados em Vitória

A polícia do Espírito Santo prendeu na madrugada de terça o quinto acusado de participar da série de ataques a ônibus na Grande Vitória, região que, desde segunda-feira, conta com a presença de soldados do Exército no patrulhamento de terminais rodoviários. O secretário estadual da Segurança, Rodney Rocha Miranda, afirmou que a hipótese mais forte é de que a ordem para os atentados tenha partido de traficantes de drogas presos.Há duas semanas, houve aumento da repressão nos presídios do Estado. De acordo com o secretário, os cinco confessaram participação nos crimes e deram informações que levantaram suspeitas em relação a presidiários. "Estamos investigando todas as hipóteses para chegar aos responsáveis pelos atentados: conflito sindical, implantação de bilhetagem eletrônica, ação do crime organizado e tráfico de drogas são algumas das linhas de investigação da polícia. A mais forte dessas linhas, hoje, é que a origem desses fatos tenha relação com a repressão ao tráfico de drogas", disse o secretário.Miranda defendeu a presença de forças federais no Estado. "A chamada do apoio federal foi para que não deixássemos essa situação se agravar mais ainda. A presença do Exército tem um caráter preventivo. As tropas estão em locais de grande concentração para evitar que os cidadãos tenham a integridade física violada".As escolas particulares de municípios da Grande Vitória seguiram a recomendação do secretário e suspenderam as aulas no período noturno. Miranda solicitou que o apoio federal fosse mantido nesta terça. O Exército permanecerá nos terminais rodoviários por tempo indeterminado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.