Preso responsável por morte de gatos em Campinas

O mistério do sumiço dos gatos da Lagoa do Taquaral, freqüentada área pública de lazer em Campinas, foi esclarecido por acaso, com a prisão do morador de rua José Francisco de Moraes. Ele foi flagrado por guardas municipais tentando invadir a sede do Parque, junto com outro homem não identificado, que conseguiu fugir. Alcoolizado, Moraes confessou aos guardas que pretendia furtar objetos para vendê-los e comprar bebida. De quebra, confessou também o assassinato dos bichanos. Disse que deu fim a pelo menos 20 deles, porque não gostava dos animais. Os gatos do Taquaral são alimentados por moradores das casas vizinhas, que de uns tempos para cá perceberam que o bando estava ficando menor, e chegaram a levar o caso para a administração do Parque. A estimativa é de que pelo menos 40 bichanos ainda perambulem pelo Taquaral. O flagrante do morador de rua foi feito pelos guardas José Ferro e Márcio Luís Cardoso, que ouviram a confissão e encaminharam Moraes para o 4º Distrito Policial da cidade, onde foi registrada a ocorrência, no sábado. Os moradores do bairro chegaram a suspeitar que a própria GM estivesse dando cabo dos animais. Moraes permanece detido. Ele deverá ser ouvido por policiais civis para confirmar as declarações que deu aos guardas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.