Preso suposto chefe do tráfico na Favela da Fazendinha, no Alemão

Suspeito não resistiu à prisão na zona norte; em Belford Roxo, fugitivo do complexo também foi detido

Luciana Fadon Vicente e Solange Spigliatti, Central de Notícias

03 de dezembro de 2010 | 10h39

SÃO PAULO - A Polícia Militar do Rio de Janeiro confirmou a prisão de Wellington Roberto de Oliveira, de 26 anos, conhecido como Dedinho, na noite desta quinta-feira, 22h. Ele é suspeito de chefiar o tráfico na Favela da Fazendinha, no Complexo do Alemão, zona norte carioca.

 

Veja também:

linkSuspeitos são baleados em perseguição e um morre no Rio

linkZeu e outros cinco acusados de tráfico já estão em Catanduvas

linkMarinha retira todos os blindados do Complexo do Alemão

link'Economist' alerta para 'triunfalismo' em pacificação de favelas

linkFugitivos do CV estariam espalhados por favelas do Rio

mais imagens Veja fotos da onda de ataques no Rio

especialINFOGRÁFICO - O mapa das facções cariocas

tabela CRONOLOGIA - A crise de violência carioca

 

O suposto traficante foi preso por policiais do 9.º Batalhão, de Rocha Miranda, na Estrada Intendente Magalhães, no Campinho, também na zona norte da cidade. A prisão foi realizada após denúncias anônimas indicarem o local. Segundo a PM, o criminoso não resistiu à prisão.

 

Bonde do Antares. Em Belford Roxo, Baixada Fluminense, foi preso Alex Gomes da Silva, vulgo "Maraca", de 24 anos, acusado de ser um dos fugitivos do bairro Xavante, na Vila da Penha, e faz parte do grupo de bandidos do Complexo do Alemão.

 

Contra Maraca, que foi detido na Estrada São Francisco, havia um mandado de prisão expedido pela Vara de Execuções Penais, em razão de ter sido condenado pela 16ª Vara Criminal da Capital, pelo crime de roubo. Segundo os agentes, eles chegaram ao suspeito após apurar denúncia anônima indicando, que Alex era procurado pela Justiça desde 2006 e seria um fugitivo.

 

Segundo a polícia, durante conversa com o suspeito, foi colhida a informação que ele faz parte do 'bonde' do Antares, em Santa Cruz, que reforçava os marginais da Vila Cruzeiro. Ainda de acordo com os policiais, Maraca teria levado cinco fuzis da Vila Cruzeiro, abandonados durante a fuga, em uma mata próxima ao Complexo do Alemão.

 

Outros presos. Na quinta, outros dois homens acusados de envolvimento com chefes do tráfico na zona norte do Rio. Marcos Cesar Alves Romão, conhecido como Lokão, foi detido em Santa Tereza. Ele é apontado como segurança pessoal do traficante Fábio Atanásio, o FB, chefe do tráfico de entorpecentes do Complexo do Alemão.

 

Lokão teria fugido da região após a ocupação das forças de segurança. Segundo os policiais, ele teria sido designado pelo FB para ser responsável pela venda de cocaína na localidade conhecida como Cinco Boca, em Cidade Alta.

 

Também foi preso o suposto gerente geral do tráfico de drogas no Morro do Juramento, Thiago Braga de Souza Silva, conhecido como Sapão, de 24 anos. Ele foi localizado na Avenida Pastor Martin Luther Jr., em frente ao morro do Juramento, em Thomas Coelho. Com ele foram apreendidas armas, munições e drogas.

  

Atualizado às 12h52

Tudo o que sabemos sobre:
tráficochefeRioprisãoDedinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.