Preso suspeito da morte de menina em Maresias

O desempregado Antonio Silva de Souza, de 57 anos, foi preso no início da tarde desta terça-feira, em sua casa, no bairro Maresias, município de São Sebastião, no litoral norte do Estado de São Paulo. Souza é o principal suspeito de matar a adolescente T.F.M., de 12 anos.O corpo da menina foi encontrado, na noite do último sábado, pela mãe da vítima, a dona-de-casa Isaura Ferreira Vaz, num terreno próximo à casa da família, em Maresias. O corpo já estava em decomposição e demorou cerca de quatro horas para ser desenterrado pelo Corpo de Bombeiros, já que estava sob pilhas de pedras.A polícia pediu a prisão temporária do acusado depois de ouvir o depoimento da mãe da vítima. Segundo Isaura, Souza teria ameaçado matar a menina por vingança, depois do fim do "namoro" entre ela e o desempregado. A dona-de-casa disse que, há algum tempo, Souza tentou estuprar sua filha mais velha e sempre fazia ameaças à família.O acusado é vizinho da casa da vítima e teve a prisão temporária decretada pela Justiça na tarde desta segunda-feira. O suspeito foi detido na própria casa e não reagiu à prisão. Na residência dele, a polícia encontrou roupas femininas, mas as peças não foram reconhecidas pela mãe da vítima, como sendo da menor morta.O delegado Odair Bruzzos, titular de São Sebastião, que investiga o caso, informou que ainda nesta semana o Instituto Médico Legal (IML) deve concluir o laudo sobre a morte e que o inquérito deve ser concluído em trinta dias.?Estamos em busca de provas contra o principal acusado? disse Bruzzos. O desempregado negou as acusações, mas vai permanecer detido por 30 dias, na cadeia pública de São Sebastião, por determinação da Justiça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.