Renan Olaz / CMRJ
Renan Olaz / CMRJ

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Preso suspeito de elo no assassinato da vereadora Marielle Franco

Renato Nascimento Santos, conhecido como 'Renatinho Problema' foi detido por outro homicídio; ele será investigado por envolvimento na morte da vereadora

Denise Luna, O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2018 | 12h39

RIO - Agentes da 82ª DP (Maricá) prenderam na manhã desta terça-feira, 18, em Guapimirim, na Baixada Fluminense, Renato Nascimento Santos, conhecido como 'Renatinho Problema'. Segundo a Polícia, Santos seria miliciano e pode estar envolvido no assassinato da vereadora Marielle Franco e de seu motorista, Anderson Gomes.

"Renatinho Problema" é acusado de integrar a milícia do ex-PM Orlando de Araújo, o Orlando Curicica. Detido em um presídio de segurança máxima no Rio Grande do Norte, Araújo foi citado em um depoimento como um dos mandantes da morte de Marielle, com o vereador Marcello Siciliano. Curicica e Siciliano negam as acusações. 

Segundo a delegada Carla Tavares, titular da 82ª DP, Santos negou participação na milícia, mas admitiu que trabalhava como motorista de Curicica. A polícia investiga a hipótese de Santos ser um dos homens que estavam no carro de onde partiram os tiros que mataram a vereadora, em 14 de março.

Santos foi preso em casa, em cumprimento a dois mandados de prisão: por homicídio e associação criminosa. Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Civil frisou que o suspeito não foi preso por causa do caso Marielle. Ele, no entanto, será levado à Delegacia de Homicídios para prestar depoimento.

O ex-PM Bruno Nascimento de Oliveira, o Monstro, que estava com Santos, também foi preso na mesma ação. Foi autuado em flagrante por porte ilegal de armas. O Estado não conseguiu ouvir as defesas dos dois presos.

Marielle e o motorista Anderson Gomes foram mortos no Estácio, bairro na região central do Rio, em 14 de março deste ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.