Preso suspeito de ter assassinado ex-diretor do CDP de Mauá

A Polícia Civil prendeu nesta terça-feira uma dos principais suspeitos de ter assassinado o ex-diretor do Centro de Detenção Provisória de Mauá Wellington Rodrigo Segura. Fábio Aparecido de Almeida, 26 anos, foi detido em uma chácara em Rio Grande da Serra, região do ABC paulista, informa o SPTV. Segundo a polícia, outras cinco pessoas acusadas de participar do crime já foram identificadas. Para realizar a prisão, a polícia utilizou um retrato falado feito a partir do depoimento de testemunhas. Os investigadores afirmam que Fábio Aparecido de Almeida foi o único dos três criminosos que não utilizava capuz no momento do assassinato. A polícia acredita que Almeida seja o líder da ação e responsável por cumprir a ordem enviada por criminosos que agem a partir das unidades prisionais no estado paulista. O diretor foi executado com tiros de fuzil e pistola quando voltava do trabalho. Ele estava acompanhado da diretora de Recursos Humanos do CDP de Mauá, Marilene da Silva, 25 anos, que foi ferida. Ela levou quatro tiros, mas sobreviveu à emboscada.

Agencia Estado,

06 Fevereiro 2007 | 19h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.