Preso suspeito de violentar a própria filha no Paraná

Crime foi denunciado pelo avô da vítima; homem nega o crime, mas afirma que se deitou com a filha

03 de dezembro de 2007 | 15h05

O Grupo de Diligências Especiais (GDE), da Polícia Civil, prendeu na tarde de domingo, 2, um homem de 35 anos acusado de violentar a própria filha, de 13 anos, em Cascavel, no Paraná. Segundo a Agência Estadual de Notícias, o suspeito foi detido na residência dele, no reassentamento São Francisco. O crime foi denunciado pelo avô paterno da vítima.  De acordo com a agência, o delegado Marcos Fernando da Silva Fontes informou que o pai teria estuprado a filha no começo da manhã, enquanto os avôs dela estavam fora de casa. Por volta das 13 horas, o acusado teria saído para beber. A vítima contou o caso para os avós e o avô resolveu procurar uma delegacia para prestar queixa. A polícia seguiu para a casa do acusado, que teria tentado se esconder debaixo de uma cama, mas acabou detido. Segundo a agência, o pai negou o crime, contudo admitiu ter deitado ao lado da filha e a acariciado. A menina será submetida a exames de lesões corporais, conjunção carnal e de ato libidinoso. Se indiciado por atentado violento ao pudor, o pai pode ser condenado a até 10 anos de reclusão.

Tudo o que sabemos sobre:
Abuso sexualParaná

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.