SEAP/GO
SEAP/GO

Preso tenta escapar de penitenciária usando disfarce de velhinha

Peruca e máscara de idosa foram usadas pelo detento; ao ser chamada pelos agentes, a falsa mulher saiu correndo

Marília Assunção, Especial para O Estado

26 Outubro 2015 | 16h04

GOIÂNIA - Pela terceira vez, o detendo Clodoaldo Antônio Felipe tentou escapar da penitenciária Coronel Odenir Guimarães (POG), em Aparecida de Goiânia. Dessa vez, contudo, foi flagrado vestido de mulher. 

A forma como a roupa, a peruca e a máscara de idosa entraram no presídio está sendo investigadas pela direção da POG. 

A última tentativa de fuga aconteceu no final da tarde de domingo, no encerramento das visitas aos detentos. Felipe, um condenado por assalto também conhecido como "Gasolina" que está preso há cerca de dez anos, só não esperava que os agentes estranhassem o jeito apressado de andar, incompatível com a aparência de idosa que ele tinha. 

Ao ser chamada pelos agentes, a falsa mulher saiu correndo e o preso acabou voltando para a cela, agora com agravantes. O diretor da POG, Alex Galdioli, explicou em nota divulgada pela penitenciária que a tentativa de fuga é falta grave prevista na Lei de Execução Penal.

O diretor comunicou o fato às autoridades policiais. Felipe agora sofrerá sanções disciplinares que neste caso preveem isolamento por 30 dias e restrição de visitas. A vara de execução penal será notificada. Ele também deve ser transferido para o Núcleo de Custódia.

Mais conteúdo sobre:
Aparecida de Goiânia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.