Preso um dos acusados pelo assalto da empresa de Paula Lavigne

Horas depois do assalto, na quinta-feira, à empresa Natasha, que pertence à Paula Lavigne, mulher do compositor Caetano Veloso, um dos acusados de ter participado do crime foi morto em confronto com a polícia e outro, preso. No assalto, foram levados R$ 20 mil em dinheiro, um laptop e telefones celulares.Júlio César Prado Filho, de 34 anos, foi detido depois de trocar tiros com agentes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cargas (DRFC). Ele estava em um Fiesta verde, placa LBO 4460, acompanhado por Luiz Henrique Nogueira da Silva, de 25 anos, que morreu no tiroteio. Segundo a polícia, eles estariam entre as dez pessoas que participaram do roubo. A DRFC informou que um Gol branco acompanhava o Fiesta, mas conseguiu fugir.A troca de tiros começou quando a dupla foi abordada pelos policiais na Linha Vermelha, na entrada da Ilha do Governador, zona norte. Os agentes da DRFC apreenderam uma pistola Taurus calibre 40 com a numeração raspada, que pertence à Polícia Civil, uma pistola Glock calibre 9 e uma mochila com um laptop contendo fotografias de artistas, um aparelho de CD e um celular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.