Presos acusados de clonar cartões em fraude milionária

Dupla conseguia informações em site russo; em 30 dias, eles teriam conseguido R$ 2 milhões através do golpe

Solange Spigliatti, Central de Notícias

13 Novembro 2009 | 11h27

Dois homens suspeitos de aplicar golpes com cartões de crédito, com informações conseguidas em um site russo, foram presos em flagrante na quarta-feira no bairro Batel, em Curitiba, no Paraná. De acordo com o delegado Francisco Caricati, que comandou as investigações, o dinheiro ilícito conseguido pela dupla chegou a R$ 2 milhões nos últimos 30 dias.

Segundo a Agência Estadual de Notícias, Fábio Henrique Chemin da Silva, de 30 anos, e Edward Cristian Goulart, de 40 anos, compravam dados de usuários de cartões de crédito de vários países em um site em russo. Foram usadas pelos suspeitos informações de clientes da Europa e das Américas do Sul, Central e do Norte.

Os acusados pagavam em média R$ 1 mil por informações que eram fornecidas pelo site. Senhas e todos os dados eram inseridos nos cartões pessoais da dupla. Com os cartões "clonados", eles emprestavam terminais das operadoras para simular compras. "Para dar certo, o golpe contava com a colaboração de comerciantes, que cediam os terminais para as compras. Estamos colhendo provas para indiciá-los por vários crimes", explicou Caricati.

Segundo a polícia, o comerciante recebia da operadora o valor do bem comprado e repassava 50% para os suspeitos. Levantamento mostra o envolvimento de gerentes e diretores de lojas. No imóvel onde a dupla fazia contatos com as operadores dos cartões foram apreendidos três terminais, material para inserir informações em cartões e um computador com várias informações recebidas de clientes estrangeiros.

Mais conteúdo sobre:
fraude clonagem cartoes PR Curitiba policia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.