Presos acusados de matar fotógrafo em invasão de sem-teto

Depois de uma semana de investigações, a polícia deteve dois dos acusados de matar o repórter fotográfico Luís Antônio da Costa. O crime ocorreu em frente ao terreno da Volkswagen invadido por 6 mil integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST), em São Bernardo do Campos, na Grande São Paulo. O terceiro acusado de participar do crime está foragido.A prisão ocorreu em São Bernardo do Campo. Estão detidos Renato dos Santos Lira, de 23 anos, o homem pardo que aparecia nas fotografias vestindo um casaco cáqui, que portava um revólver, e Alexandre Aparecido Silvério, de 25, conhecido como Nego Shell, que nas imagens aparece encostado em um carro com as mãos cruzadas.Os dois foram baleados e Alexandre Aparecido Silvério está em estado grave. Segundo a polícia, os acusados resistiram à prisão. Segundo o delegado Nelson Silveira Guimarães, o homem que atirou no fotógrafo é o que aprecia encostado no carro. O autor do disparo confessou que matou o fotógrafo porque se apavorou ao puxar o equipamento dele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.