Presos assaltantes de condomínios que agiam em 4 Estados

Quadrilha agia em São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais e Ceará; entre as vítimas, um ministro do STJ

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

16 de dezembro de 2009 | 05h46

Quatro integrantes de uma quadrilha, intitulada pela polícia paulista como "Gangue da Correspondência", especializada em assaltos a condomínios, foram detidos, em Santa Catarina, mas vinham sendo investigados por agentes da Delegacia de Repressão a Furto Qualificado, do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

 

O bando, segundo os policiais, atua nos Estados de São Paulo, Santa Catarina, Minas Gerais e Ceará. Os bandidos, ainda segundo a polícia, recolhem cartas e outras correspondências dos moradores, estudam o tipo de trabalho da portaria e usam as informações para conseguir entrar nos edifícios pela porta da frente.

 

Os quatro detidos - duas mulheres e dois homens - também são suspeitos de um assalto a um prédio ocorrido em maio deste ano no bairro do Brooklin, zona sul de SP. A costureira Gardene Jardim Caires, de 40 anos, a demonstradora Luciana Rita Carneiro, 35, o vendedor José Valdo Pereira, 42, e o autônomo Raul Pacheco Arruda Júnior, 35, foram presos no sul do país após invadir o apartamento de um ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Tudo o que sabemos sobre:
assaltantescondomíniosSC

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.