Presos cavam túnel e fazem fuga em massa em Maceió

Pelo menos 23 presos fugiram nesta noite do presídio Baldomero Cavalcanti, na periferia de Maceió. A informação foi confirmada pela assessoria da Secretária Estadual de Defesa Social, responsável pelo controle do sistema penitenciário do Estado. Segundo a polícia, os presidiários fugiram por um túnel cavado na cela 12 do módulo 4. A polícia não soube precisar o tamanho do túnel, mas adiantou que os presos fugiram usando o buraco aberto na cela que os levou até os fundos do presídio. Depois que a fuga foi descoberta, a direção do presídio pediu o reforço do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Rádio Patrulha, que realizaram buscas na região do Baldomero Cavalcanti, mas nenhum dos fugitivos foi recapturado. A população em volta ao presídio estava amedrontada. O complexo penitenciário fica vizinho ao campos da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), no bairro do Tabuleiro do Martins, na parte alta da cidade. Esta é a segunda fuga em massa de presos desde que o governador Teotônio Vilela Filho (PSDB) assumiu o governo do Estado. Na semana passada, sete presos fugiram do "Cadeião" - como é chamada a Casa de Detenção de Maceió, onde ficam os presos que aguardam julgamento. Dos sete fugitivos, um se entregou no dia seguinte à fuga, e outro foi recapturado nesta segunda pela polícia. Os outros cinco continuam sendo procurados pelo Departamento de Investigação de Captura (DEIC), da Polícia Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.