Presos cavam túnel e fogem de Pedrinhas

É a 2ª vez em uma semana que detentos escapam do presídio; secretário diz que não houve vistoria no local entre domingo e terça

Clodoaldo Corrêa, Especial para O Estado

17 de setembro de 2014 | 11h29

SÃO LUÍS - Uma nova fuga de presos do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís, no Maranhão, aconteceu na madrugada desta quarta-feira, 17. Detentos escaparam por um túnel cavado no Presídio São Luís I. A Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) ainda contabiliza os presos para divulgar quantos fugiram. Informações preliminares dão conta de que 11 escaparam. Esta é a segunda fuga em uma semana. 

Irritado, o secretário da Sejap, Sebastião Uchôa, afirmou que não foi realizada vistoria de domingo, 14, a terça-feira, 16, no presídio, o que permitiu que os presos cavassem o túnel. Ele afirmou que a secretaria apurará e que os responsáveis serão punidos. 

A Tropa de Choque da Polícia Militar ocupou a penitenciária na manhã desta quarta-feira, e o clima é tenso na unidade prisional. 

No último dia 10, 36 presos fugiram da penitenciária após um caminhão caçamba derrubar o muro do Centro de Detenção Provisória. Até o momento, somente dois presos que fugiram dia 10 foram recapturados. 

Na segunda-feira, 15, o diretor da Casa de Detenção de Pedrinhas, Cláudio Barcelos, foi preso, acusado de facilitar fuga de presos. Ele cobraria entre R$ 2 mil e R$ 300 mil para liberar saídas de detentos. 

Tudo o que sabemos sobre:
PedrinhasSão LuísMaranhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.