Presos cavam túnel e quase escapam em Praia Grande

O tiro disparado por um carcereiro evitou uma fuga em massa, nesta madrugada, do presídio Dacar-10, localizado em Praia Grande. Construído para abrigar 500 detentos, o Dacar conta atualmente com 826 presidiários. A superlotação, segundo o delegado Cláudio Rossi, diretor da penitenciária, "facilita e provoca mais tentativas de fugas".Rossi disse que os presos cavaram túnel com mais de 20 metros de extensão, com início provavelmente no pavilhão A, prolongando-se até o lado de fora da muralha. " No momento que terminavam de abrir o buraco, um deles foi visto pelo carcereiro, que atirou. O detento entrou rapidamente".Do lado de fora, pessoas armadas aguardavam os possíveis fugitivos, escondidas no mato que circunda o estabelecimento. Como conseqüência, foram disparados tiros contra o presídio. Um dos policiais, Alexandre José Chagas da Silva, foi ferido e levado para o Pronto Socorro da cidade. A ocorrência foi registrada por volta das 5 horas da manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.