Presos confessam assassinato de universitária no Paraná

O corpo de Ana Claudia Caron, de 18 anos, foi encontrado carbonizado na última quinta-feira

26 de agosto de 2007 | 17h49

As quatro pessoas detidas sob a acusação de envolvimento no assassinato da universitária Ana Claudia Caron, de 18 anos, confessaram o crime e serão indiciadas por homicídio qualificado, segundo a Agência de Notícias do Governo do Paraná.  Os acusados foram encontrados na noite de sábado, 25, no parque Tanguá, na divisa de Curitiba com Almirante Tamandaré, município onde o corpo da estudante foi encontrado carbonizado na última quinta-feira. Ana Claudia foi ter sido capturada por dois homens perto de um academia de ginástica, em Curitiba, na terça-feira.  Foram detidos Ângela Ferraz da Silva, de 22 anos, Weryckson Ricardo de Pontes, de 19, e apreendidos os adolescentes A.S., de 17, e J.P.M., 15. Segundo o delegado titular de Almirante Tamandaré, Jairo Estorilio, os objetos roubados da estudantes foram encontrados na casa de Ângela e A.S.  Uma testemunha reconheceu os dois menores como os autores do rapto de Ana nas proximidades da academia. Por enquanto, Weryckson teria participação apenas no desaparecimento da arma usada no crime, apreendida neste domingo, 26.

Tudo o que sabemos sobre:
Ana Claudia Caronmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.