Presos continuam rebelados na Custódia de Campos

Os 325 internos da Casa de Custódia Dalton Castro, em Campos, no Norte Fluminense, estão rebelados desde as 17 horas de ontem. Os presos iniciaram o motim tomando como reféns dois policiais militares, identificados como Guedes e Francisco. Colchões e roupas foram queimados. As negociações para o término da rebelião já foram retomadas esta manhã. Os rebelados exigem a volta de três detentos que foram transferidos para a capital, além de melhoria da comida e a normalização do horário de visitas.Eles já prometeram entregar os reféns. Quem tenta negociar com os presos é o coronel Mário Pinto, comandante do Batalhão da PM de Campos. Segundo ele, não há feridos. Luiz Celso Alves Gomes, representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), está na unidade para acompanhar o caso. O Batalhão de Operações Especiais (Bope) cerca o local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.