Presos destroem cadeia em rebelião no interior de SP

Em uma rebelião que durou sete horas, os presos da Cadeia Pública de Mairinque, município do interior de São Paulo, na região de Sorocaba, destruíram quase toda a carceragem e fizeram quatro colegas reféns. O tumulto começou na tarde de ontem, depois que a esposa de um dos presos foi detida ao tentar entrar na cadeia com um revólver. Após o término do horário de visitas, os presos se rebelaram, destruindo as grades das celas e incendiando os colchões.Várias viaturas do 40º Batalhão de Polícia Militar do Interior e do Corpo de Bombeiros cercaram a Cadeia Pública, que fica ao lado do Distrito Policial, no centro do município. Os quatro presos feitos reféns apanharam dos demais 83 detentos, mas sofreram apenas escoriações. Segundo a polícia, ninguém ficou gravemente ferido e praticamente todas as cinco celas foram destruídas.A Cadeia Pública de Mairinque possui uma carceragem para abrigar, em condições normais, 24 presos, mas está superlotada, com 87 homens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.