Presos do PCC são condenados a 20 anos

A Justiça condenou a 20 anos os presos Márcio Henrique Evaristo, o Nenê Coqueirão, e Marcos Antonio da Silva, ambos de 42 anos. Apontados como integrantes do PCC, eles foram acusados de planejar, de dentro da P2 de Presidente Venceslau (SP), o sequestro de parentes de autoridades do sistema prisional para usá-los como moeda de troca e negociar a própria libertação. Outros seis réus aguardam julgamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.