Presos dois suspeitos de sequestrar e matar grávida na Bahia

Mulher estava no oitavo mês da gestação e era dona de um supermercado em Ilhéus; detidos negam crime

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

26 de janeiro de 2009 | 19h21

A polícia baiana prendeu, na manhã desta segunda-feira, 26, dois conhecidos - incluindo um vizinho - da empresária Carla Aparecida Aguiar, de 36 anos, sequestrada e morta na última sexta-feira, em Ilhéus, 458 quilômetros ao sul de Salvador. Ela estava grávida de oito meses, tinha uma filha de 7 anos e era proprietária do supermercado Campeão, no bairro de Iguape. Ambos negam participação no crime. De acordo com a delegada Andréa Oliveira, à frente do caso, Carla foi sequestrada no início da tarde de sexta. Uma ligação foi feita a seu marido, Alexsander Aguiar Oliveira, com um pedido de resgate de R$ 15 mil. Oliveira chegou a levar o dinheiro ao local indicado, a praça da catedral, no centro da cidade, mas o homem que o receberia saiu correndo, sem a quantia, tão logo o marido perguntou sobre o paradeiro da mulher.  O carro e as joias da empresária tampouco foram levados pelos sequestradores. O corpo dela foi encontrado, amarrado e com oito marcas de facadas, em um motel do município, na noite de sexta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.