Presos donos de boate acusados de favorecer a prostituição

No final de semana a Polícia Federal (PF) prendeu donos de boates localizadas na Praia de Iracema, bairro de Fortaleza bastante freqüentado por turistas. Eles são acusados de favorecimento à prostituição (artigo 228 do Código Penal), cuja pena varia de dois a cinco anos de prisão.A PF também investiga se os mesmos estariam envolvidos com o turismo sexual e se teriam ligações com a quadrilha acusada de tráfico internacional de mulheres para a Europa desmontada na semana passada. A operação, denominada "Piracema", deverá prender outras pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.