Presos em flagrante extorquindo funcionário do INSS

A polícia prendeu em flagrante, neste domingo pela manhã, seis pessoas que estavam extorquindo um funcionário do INSS, morador da Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. Segundo policiais da 54ª DP, em Belford Roxo, Pedro Paulo Pereira Jr. sofreu seqüestro-relâmpago na noite deste sábado, logo após encontrar-se com Laizir Peçanha da Silva, em Nilópolis.Os bandidos tentaram sacar dinheiro de sua conta em caixas eletrônicos, mas não conseguiram. Ameaçado de morte, Pereira Jr ligou para a esposa, pedindo que levasse R$ 2 mil para os ladrões. A esposa chamou a polícia, que passou a rondar as proximidades do telefone público onde a vítima fez a ligação e encontrou dois dos bandidos circulando no carro do funcionário público.Os dois foram presos e levaram os policiais ao cativeiro, onde mais quatro pessoas foram autuadas. A polícia suspeita da participação de Laizir, que foi liberada pelos bandidos logo após o seqüestro. Nenhum dos integrantes da quadrilha estava armado.Corpo esquartejadoTambém na manhã deste domingo, um gari da Companhia de Limpeza Urbana do Rio (Comlurb) encontrou um corpo humano esquartejado no Rio Comprido, na zona norte da cidade. O gari chamou policiais da 6ª Delegacia Policial, no Estácio, que foi ao local examinar o corpo. Segundo a polícia, trata-se de um homem negro, ainda não identificado, aparentando idade entre 25 e 30 anos.O morto, que não vestia nenhuma roupa, foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) para reconhecimento. À tarde, Vanderson José Cardoso Freire foi encontrado morto com um tiro na cabeça dentro de seu apartamento, na Tijuca, zona norte do Rio. Ele teria entrado em sua residência com três homens, que saíram do prédio logo depois do som do disparo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.