Presos em SP policiais acusados de extorsão

Uma equipe de oito policiais e um delegado da Corregedoria de Polícia do Estado de São Paulo prendeu, nesta quarta-feira, numa operação relâmpago dentro do supermercado Carrefour Limão, três investigadores da Polícia Civil acusados de prática de extorsão. Os detalhes do caso e o nome dos presos - dois homens e uma mulher - são mantidos em sigilo.O delegado que comandou a operação e que não se identificou - "policial da Corregedoria não tem rosto e não pode ter", alegou - disse que os investigadores vinham extorquindo um empresário há alguns meses. "Eles descobriram que ele tinha um problema na Justiça e pediam dinheiro para se manter em silêncio", disse o delegado.O Carrefour era utilizado como ponto para que o empresário entregasse o dinheiro. Um dos investigadores foi preso e algemado enquanto fingia fazer compras, empurrando um carrinho entre as gôndolas do supermercado. O outro, que supostamente receberia o dinheiro, estava poucos metros adiante, próximo a uma loja. A investigadora ocupava uma moto no estacionamento do supermercado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.