Presos explodem dinamite em delegacia de SP

A polícia está negociando a remoção de 25 presos do 16º Distrito Policial, na Vila Clementino, para que se encerre a rebelião que começou hoje de madrugada e que já provocou duas explosões com dinamites próximas ao muro do pátio. Os presos fizeram 3 colegas de cela como reféns, atearam fogo em colchões e serraram as grades das celas do distrito. Ninguém ficou ferido e nem conseguiu fugir. Às 3h30, os policiais ouviram uma forte explosão. Os detentos serraram as grades das 5 celas, invadiram o pátio do Distrito e deram início ao motim. Segundo a polícia, no total foram 3 explosões. O Corpo de Bombeiros teve de ser acionado, pois os rebelados atearam fogo em colchões e lençóis.A delegacia de Vila Clementino possui uma carceragem feita para abrigar, em condições normais, apenas 30 presos, mas, segundo a polícia, há 166 homens superlotando as 5 celas. A polícia não acredita na hipótese de que alguém de dentro da delegacia tenha facilitado a entrada dos explosivos. O delegado plantonista Dalmir de Magalhães também negocia o fim do motim com os rebelados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.