Presos falsificadores de dinheiro que agiam há 3 anos

No final da tarde de ontem, investigadores da Delegacia de Combate à Pirataria, do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), detiveram Leandro Márcio da Rocha, de 25 anos, o último integrante de um trio responsável há pelo menos três anos por golpes no mercado via distribuição de notas falsas de real.O bandido foi detido em sua residência, no bairro de Vila Matilde, onde os policiais encontraram um computador, com o programa para se formatar as notas, uma impressora e um scanner, além de 163 notas falsas de R$ 50,00 e outras 93, também falsas, de R$ 10,00. A falsificação das notas segundo a polícia era quase perfeita. Com papel semelhante ao chamado papel-moeda, os esleliontários conseguiam ter um produto do mesmo tamanho, mesmas cores, inclusive com a marca d´água, esta porém mais apagada. Antes de prenderem Leandro, os investigadores já haviam detido Benedito Marquezin Natal, de 40 anos, no último dia 26; e Valdecir de Campos, de 41 anos, na terça-feira, ambos na zona Norte da capital paulista.Segundo o delegado Artur Frederico Moreira, da Delegacia Anti-Pirataria, os bandidos repassavam o falso dinheiro a empresários e comerciantes, ainda não identificados pela polícia. Suspeita-se que metade daqueles que recebiam as notas dos criminosos sabia que as mesmas eram falsas. Uma nota verdadeira era trocada por cinco falsificadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.