Presos fazem 3 reféns em rebelião na Bahia

Uma rebelião dos 98 presos do complexo policial da cidade de Eunápolis, no sul da Bahia está mobilizando cinqüenta soldados da tropa de choque da Polícia Militar que cercaram o local desde o início da tarde de ontem, quando a revolta começou. Os presos destruíram as oito celas da unidade, colocaram fogo nos colchões e mantinham até o início da tarde três colegas como reféns. Um quarto refém, que havia sido espancado, foi libertado para ser medicado.Os detentos se queixam da superlotação do complexo que tem capacidade para abrigar 28 presos e está com quase cem. Reivindicam ainda o direito a encontros íntimos e aparelhos de rádio e televisão nas celas. O delegado Moisés Damasceno explicou que a rebelião explodiu devido ao fato da polícia ter frustrado três tentativas de fugas nos últimos dias. A luz, a água e a comida da unidade foram cortadas e os policiais esperam vencer os rebelados pelo cansaço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.