Presos fazem 84 reféns em Hortolândia

A Polícia Militar de Hortolândia confirmou que 600 presos da Penitenciária 2 (P2) estão rebelados, mantendo como reféns 11 funcionários e 73 visitantes. Outras duas pessoas, uma mulher e uma criança, também estavam em poder dos rebelados mas já foram liberadas. A PM cerca também a Penitenciária 3, que faz parte do complexo. Na Cadeia Pública do São Bernardo,em Campinas, os presos também mantêm um carcereiro como refém. A situação, segundo a PM, é tranqüila. O diretor da unidade está negociando com os presos rebelados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.