Presos fazem rebelião em Cadeia de Telêmaco Borba-PR

Presídio com capacidade para 80 presos estava com 200 detentos; nenhum funcionário ficou ferido

Daniela do Canto, da Central de Notícias,

25 de maio de 2009 | 00h57

Cerca de 120 presos realizam desde a manhã deste domingo, 24, uma rebelião na Cadeia Pública de Telêmaco Borba-PR, na região central do Paraná, a 250 quilômetros de Curitiba. Dois detentos foram agredidos e são mantidos reféns. De acordo com informações da Polícia Civil, no início da madrugada desta segunda-feira já não há mais tumulto no local, mas membros do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Polícia Militar permanecem na área, que está isolada, em negociações com os presos.

 

A rebelião começou por volta das 11h30. Dois detentos conseguiram danificar o cadeado de um dos portões e se esconderam atrás de um tambor de lixo. No momento em que o carcereiro, escoltado por um investigador, iniciaria a distribuição de comida, foi empurrado por esses dois presos escondidos. O investigador efetuou disparos para afastar os detentos, que iniciaram a rebelião com queima de colchões e roupas.

 

De acordo com informações da Polícia Civil, a cadeia tem capacidade para abrigar 80 presos, mas hoje conta com pouco mais de 200 detentos, no total. Nenhum funcionário foi ferido. Ainda conforme a Polícia Civil, no último dia 10, houve uma fuga de 19 detentos, que cavaram um túnel e fugiram por uma casa vizinha. Deles, 8 foram capturados e estariam entre os que iniciaram a rebelião.

 

Atualizado à 1h16 para acréscimo de informação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.