Presos fogem da divisão de tóxicos em Minas

Uma fuga de pelo menos 15 presos da Delegacia de Tóxicos levou pânico, no final da tarde deste sábado, aos moradores da região da Gameleira, zona leste de Belo Horizonte. Os detentos arrebentaram os cadeados das celas, cortaram a grade de proteção e pularam o muro e chegaram na avenida Amazonas, uma das mais movimentadas da capital mineira. Durante a fuga, os agentes de plantão fizeram vários disparos na tentativa de evitar uma fuga generalizada.Até o início da noite, sete detentos haviam sido recapturados. O trabalho de rastreamento deve durar toda a madrugada de domingo.A delegacia, que tem capacidade para receber 28 presos, abriga 173 detentos. De acordo com o inspetor Gabriel, da Divisão de Tóxicos, os detentos chegaram a arrebentar cadeados de duas celas, mas apenas os integrantes de uma delas conseguiram escapar. "No momento da fuga estavam na divisão três equipes de plantão que agiram rápido e conseguiram evitar uma fuga em massa. Apesar disso, a maior parte dos detentos da cela um conseguiu escapar", informou.Na divisão, que enfrenta graves problemas com a superlotação, existem sete celas com cerca de 25 detentos em cada uma. Conforme o inspetor Gabriel, logo após a fuga, a Polícia Militar foi acionada para apoiar as equipes da Polícia Civil na captura dos fugitivos. "Parte da divisão controlou os detentos que tentaram aproveitar a fuga para iniciar uma rebelião. A outra parte, junto com os militares passou a rastrear as áreas próximas à divisão para tentar recapturar os fugitivos e acalmar a população", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.