Presos fogem da Polinter no Rio de Janeiro

Vinte e cinco presos fugiram hoje da Polinter, principal unidade carcerária do Rio de Janeiro, localizada no centro da cidade. Os presos fugiram durante o resgate de um preso, o traficante colombiano conhecido como Papito. Pelo menos 15 homens armados de fuzil utilizaram duas carretas roubadas para o resgate. Com uma das carretas eles bloqueram a pista da avenida em que fica localizada a cadeia. Para fechar o outro lado, interceptaram um ônibus. A outra carreta foi jogada contra a parede da Polinter, no local onde estava sendo construído um muro de proteção.A polícia informou que os bandidos sabiam a localização da cela em que estava Papito, que seria o fornecedor de drogas para várias favelas do Rio de Janeiro. Enquanto um grupo destruía a parede, outro atirava contra a porta da Polinter para impedir a saída dos policiais. Na hora da invasão, três agentes tomavam conta de cerca de 1.100 presos, de acordo com informações da Tv Globo e da Globo News. O prédio abriga ainda quatro delegacias especializadas e a força tarefa da Polícia Civil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.