Presos liberam reféns e encerram rebelião em Bauru

Terminou por volta do meio-dia a rebelião na Penitenciária 1 de Bauru, a 335 quilômetros de São Paulo. Os agentes penitenciários Adair Martins Pereira e Rhaeder Araújo Bonetti, feitos reféns por um grupo de 22 presos, na noite de domingo, foram libertados sem ferimentos. O juiz corregedor David Márcio Prado da Silva, o promotor de Justiça Luiz Carlos Gonçalves Filho e o diretor da unidade prisional Antônio Paulo Veronezi conduziram as negociações com os amotinados. Sete dos 22 detentos, provenientes da Penitenciária de Guareí, na região de Itapetininga, exigiam ser transferidos para outras unidades, e foram atendidos pois não foram "bem recebidos por outras facções". O grupo estava no local há uma semana, em período de adaptação, quando alguns presos tentaram fugir. Como não conseguiram, fizeram reféns os dois agentes.

Agencia Estado,

20 Fevereiro 2006 | 14h03

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.