Presos libertados com liminar falsa se entregam em MG

Três presos libertados por uma liminar falsa na semana passada se entregaram neste sábado pela manhã à Delegacia de Polícia de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte. O casal Emílio Moreira Jardim e Maria Elizabeth Resende Jardim, juntamente com seu filho Marcos Vinicius Resende Jardim, são acusados de envolvimento em crimes como formação de quadrilha, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro. No dia 26 de janeiro, eles foram soltos com base em uma decisão supostamente assinada pelo vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Francisco Peçanha Martins. Quem descobriu a farsa foi o próprio Peçanha Martins, que na última terça-feira (30/01) recebeu um pedido para que fossem libertados outros detentos supostamente envolvidos no mesmo esquema de corrupção da família Jardim. Os três suspeitos foram encaminhados para o Departamento de Operações Especiais da Polícia Civil (DEOSP), em Belo Horizonte, onde ficam agora à disposição da Justiça.

Agencia Estado,

03 Fevereiro 2007 | 20h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.