Presos libertam dois reféns em presídio do Maranhão

Pelo menos nove pessoas foram mortas e outros três agentes continuam reféns

Julia Baptista - Central de Notícias,

09 Novembro 2010 | 13h16

SÃO PAULO - Os amotinados do Anexo 3 do Presídio São Luis, no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA), libertaram agora há pouco dois dos cinco agentes que eram mantidos reféns. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, os presos disseram que libertariam os outros reféns dentro de meia hora.

 

Ontem à noite, cerca de 200 presos do Anexo 3 iniciaram uma rebelião. Eles balearam um agente penitenciário, que está internado.

 

Os presos, que entregaram ontem à noite os corpos de nove presos mortos durante o motim, disseram que há outros cinco mortos dentro do presídio, mas a polícia não confirma a informação. Todas as vítimas cumpriam pena por estupro e dos nove presos assassinados, três foram degolados e os demais decapitados.

 

Motim. Nesta manhã, dois presos morreram em uma outra tentativa de motim no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Dessa vez, a rebelião aconteceu no Centro de Custódia de Presos. Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, houve tiroteio entre os rebelados e a Tropa de Choque da PM.

Mais conteúdo sobre:
Maranhão. rebelião São Luís

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.