Presos mantêm 16 reféns em duas rebeliões no Estado de SP

Dezesseis agentes penitenciários são mantidos reféns em duas rebeliões iniciadas após tentativas de fuga no Estado de São Paulo neste domingo, segundo a Secretaria de Administração Penitenciária.Por volta das 13h30, os detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Bernardo do Campo, no ABC paulista, iniciaram uma rebelião após tentativa de fuga. Até as 16 horas, quatro agentes penitenciários ainda eram mantidos reféns. O motim começou quando pelo menos seis presos renderam os agentes e tentaram fugir com as roupas deles. Na confusão, dois detentos foram baleados, mas ainda não há informações sobre o estado de saúde deles. Não há confirmação sobre o número de fugitivos. O diretor da unidade está neste momento negociando o fim da rebelião e a libertação dos reféns. O CDP de São Bernardo do Campo tem capacidade para 768 presos, mas atualmente abriga 1471. No mesmo horário, presos da Penitenciária Compacta 1 de Potim, no interior de São Paulo, tentaram fugir, mas, como não conseguiram, iniciaram uma rebelião e mantêm doze agentes penitenciários reféns. Não há informações sobre feridos. As negociações estão em andamento. A Penitenciária de Potim tem capacidade para 768 presos em regime fechado, mas abriga atualmente 1.116.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.