Presos mantêm refém em Guareí; agente é morto em Itapecerica

Um grupo de cerca de dez detentos da Penitenciária de Guareí II faz um agente penitenciário refém, desde as 7 horas desta quarta-feira, 28. Os detentos provocaram um tumulto enquanto tomavam banho de sol e fizeram o agente refém. Em Itapecerica da Serra, o agente penitenciário Nilton Celestino, de 41 anos, foi morto nesta manhã, por três homens, na porta de sua casa no Jardim Jacira. Celestino trabalhava há mais de dez anos no CDP de Itapecerica da Serra, e hoje era seu dia de folga. A polícia está investigando o caso, para apurar se a morte do agente tem relação com o plano do Primeiro Comando da Capital (PCC) de matar agentes penitenciários e que culminou na morte de 13 suspeitos, em confronto com a polícia, na segunda-feira.Segundo a Secretaria de Administração Penitenciária, os presos de Guareí reivindicam a transferência para outro presídio. A negociação está sendo feita pelo coordenador da região Central, Hugo Berni. Segundo a SAP, não há feridos. O presídio tem capacidade para 768 presos, mas abriga 948 detentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.