Presos no Rio três peruanos com passaporte falso

Três peruanos foram presos hoje, no Aeroporto Internacional Tom Jobim, tentando embarcar para a Europa com passaportes falsos. Desde o início do ano, a Polícia Federal prendeu 47 peruanos na mesma situação - oito somente essa semana. O delegado Ângelo Fernandes Gioia investiga a participação de uma quadrilha carioca na falsificação dos documentos.Segundo Gioia, os peruanos chegam em dupla e apresentam, na maioria das vezes, passaportes vermelhos, que identificam moradores da Comunidade Européia. O destino deles é Madri, na Espanha. "Eles atravessam a pé a chamada fronteira seca do Brasil, por Argentina, Uruguai, Paraguai. Chegam ao Rio, ficam de cinco dias a uma semana, e tentam embarcar para a Europa", disse Gioia.Entre os presos de hoje estão foram a auxiliar de enfermagem Orminda Dagoberta Vilcachagua Tamayo, de 46 anos, que tinha documentos da Costa Rica, o estudante de engenharia Raul Guerrero Muchotrigo, de 24 anos, com passaporte chileno, e o pedreiro Martin Alejandro de La Bellille, de 32 anos, que apresentou documento boliviano. Eles se recusaram a revelar como adquiriram o passaporte falso e quanto pagaram.Os peruanos foram transferidos para o Presídio Ary Franco, em Água Santa, na zona norte. Eles serão processados por uso de documento falso e podem ser condenados à pena de dois a seis anos de prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.