Presos PMs acusados de integrar quadrilha de tráfico de drogas

Além dos policiais, foram presas mais três pessoas acusadas de fazer parte da quadrilha de Ricardo Paiol no Rio

Agência Brasil ,

03 de abril de 2009 | 14h24

Cinco pessoas - entre elas dois PMs - foram presas na manhã de desta sexta-feira, ,3, pela Polícia Federal em São Gonçalo e Itaboraí, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Elas são acusadas de integrar a quadrilha do traficante Ricardo Paiol, preso em 26 de janeiro deste ano em uma clínica em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro.

 

A operação denominada Rio Ita foi deflagrada ainda de madrugada para cumprir oito mandados de prisão expedidos pela Vara Federal de Itaboraí. Segundo a polícia, dois dos mandados eram contra policiais militares, que estão entre os cinco presos e foram levados para o Batalhão Especial Prisional, em Benfica, na zona norte do Rio.

 

Em nota, a Polícia Federal informou que o objetivo da operação é desarticular a quadrilha de Ricardo Paiol. As investigações da PF, que começaram em outubro de 2008, apontaram que Paiol chefiava o tráfico de drogas no morro do Turano, no Rio Comprido, na zona norte da cidade, e ainda controlava o comércio de cocaína e maconha na região de Itaboraí.

Tudo o que sabemos sobre:
tráfico de drogasRio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.