Presos policiais acusados de assassinar jornalista

Quatro homens da Polícia Militar foram presos ontem, acusados pela morte do jornalista Luiz Carlos Barbon Filho, morto com dois tiros calibre 12, na noite de 5 de maio de 2007, num bar próximo da rodoviária de Porto Ferreira (SP). A prisão preventiva foi determinada pela juíza Milena de Barros Ferreira, da 1ª Vara Criminal de Porto Ferreira, a pedido do Ministério Público. Foram presos o capitão Adélcio Avelino, o sargento Edson Luiz Ronceiro e os soldados Valnei Bertoni e Paulo César Ronceiro, além de Carlos Alberto da Costa, primo do capitão. Todos responderão por formação de quadrilha, homicídio e tentativa de homicídio. O grupo é acusado de se associar para matar o jornalista, que na ocasião supostamente apurava uma denúncia contra a polícia local. Os advogados dos PMs foram procurados, mas não foram encontrados até o fechamento desta edição.

Chico Siqueira, ARAÇATUBA, O Estadao de S.Paulo

05 de março de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.